TOQUE DA CIDADE EM ÁUDIO, VÍDEO E A CORES

Mãe residente de Cotia busca cidadania italiana para salvar filha com doença rara

A menina de seis anos sofre de anemia falciforme e precisa de transplante

Logo que deu à luz, a vida de Zaira Elza Asquino Cotrim, de 44 anos, começou a tomar rumos diferentes depois que descobriu que a filha Pietra nasceu com anemia falciforme. “É um milagre a cada dia”, desabafa a mãe.
Com apenas seis anos, a menina já passou por muitas lutas. Foram varias internações em UTI, cirurgia para a retirada do baço, e visitas aos prontos socorros.
“Nas crises, ela tem que tomar Tramal e morfina para aliviar as dores. Porque são intensas”, conta a mãe.
A anemia falciforme é um defeito no gene da hemoglobina que faz com que ela apresente o formato de foice. Como consequência desse defeito, há uma dificuldade maior de passagem do sangue nos vasos sanguíneos menores, dificultando a oxigenação dos tecidos. No caso da pequena Pietra, a doença foi diagnosticada no Teste do Pezinho.
Vivendo atualmente na região de Turim, no norte da Itália, ela se prepara para uma etapa de quimioterapia para depois realizar o transplante alogênico de medula óssea.
Cidadania italiana 
Mas foi na possibilidade da cidadania italiana que a mãe viu a oportunidade de salvar a vida da filha. A Itália tem um sistema de saúde predominantemente público e é referência na Europa. Os tratamentos para doenças crônicas e câncer são gratuitos. Por isso vários ítalo-brasileiros têm recorrido a essa alternativa.
Para chegar à Itália, nas folgas do trabalho de faxineira, a mãe divorciada vendia brigadeiros nas ruas da Zona Oeste de São Paulo.
Mas o pior estava para acontecer: a mãe, a filha e outro irmão de 10 anos foram vítimas de um golpe cometido por um brasileiro que fingiu querer ajudá-las.
Vaquinha
Hoje, ela recebem ajuda de amigos que cederam uma casa, e na internet, criaram uma vaquinha para ajudar Pietra a se manter na Itália, e consequentemente, continuar com o tratamento.
Pouco mais de R$ 10 mil foram arrecadados em uma semana de campanha. A meta é chegar aos R$ 30 mil.
Para contribuir com a vaquinha, basta clicar aqui.
Para quem está no exterior e deseja ajudar, o número do Iban é: BE55 9670 5143 7244 / Zaira Elza Asquino Cotrim

Matéria do site Italianismo: 
http://italianismo.com.br/2020/03/07/mae-busca-cidadania-italiana-para-salvar-filha-com-doenca-rara/?

Postar um comentário

0 Comentários