TOQUE DA CIDADE EM ÁUDIO, VÍDEO E A CORES

Ouvinte reclama sobre o não cumprimento da lei de parada fora do ponto de ônibus em Cotia.

Ecoando a Voz da Ouvinte Natalia:

"Olá Toque da Cidade, segunda-feira por volta da 23h00, peguei o ônibus ali no Village o número do ônibus é 1814 Circular 2 Jd. Sandra.

Assim que entrei perguntei para o motorista se ele poderia parar no bairro jd.Isis no condomínio, pois estava sozinha e já era tarde.

Sou adolescente e morro de medo de andar naquela passarela do Isis,  ele enrolou até que então disse que não.

 Então lembrei que vocês do Toque da Cidade postaram que agora era lei pela EMTU que para mulheres, pessoas com deficiência podia para no local mais perto da sua casa certo? 

Bem mesmo assim falando ele rejeitou!!!

Falei pra minha mãe que iria chegar no Isis por volta das 23h20, quem mora lá sabe como é escuro é perigoso, ainda mais para uma mulher sozinha.

Graças a Deus na hora que desci minha mãe estava lá me esperando, ela foi falar com o motorista, mas ele foi todo grosseiro, querendo sair com a porta aberta e com a minha mãe pendurada no ônibus, e quase a derrubou achei isso um horror, não custava nada ele parar, e acho que ele não gostaria que fosse a filha dele ou sua esposa, então gostaria que vocês ecoassem minha voz.

Em Nota encaminhada ao Toque da Cidade a Viação Raposo Tavares disse:
“Informamos que de acordo com a lei Nº16490, a parada fora de ponto se torna obrigatória quando de acordo com análise do motorista o local não ofereça risco de acidentes, porém o local onde foi solicitada está parada trata-se de uma curva em uma via de mão dupla e o passageiro foi avisado com antecedência que não seria feito a parada conforme diz a lei.”

www.toquedacidade.com.br
Cotia/SP

Postar um comentário

0 Comentários